terça-feira, 18 de novembro de 2008

Aprendendo a empinar 6 passos pra vc começar


Passo 1:
Acostumar-se com a moto é o básico, não adianta tentar aprender com a melhor moto para a prática do wheeling se você não estiver familiarizado com ela, acostume-se com a moto ao máximo, sinta seu peso, ouça a sua aceleração, tente acostumar-se com o jeito o qual ela se desenvolve quando você a acelera, faça com que a moto inicie suas intenções quase que no pensamento.

Passo 2:
Comece acostumando-se ao freio, freie a moto várias vezes com força com a moto bem devagar, depois freie com força porém em pé sobre a moto, cuidado para não ser arremessado na frente dela, sempre em baixa velocidade, quase parando, freie também inclinando o corpo bem para frente depois para trás. Isso durante um bom tempo mesmo!

Passo 3:
Agora você irá associar aceleração e freio, respectivamente, fique em posição de pé sobre a moto para dificultar mais, comece essa sequência, dê uma acelerada e freie, dê outra acelerada mais curta e freie com força, novamente dê outra acelerada mais curta ainda e freie com mais força ainda e assim por diante, repita várias vezes.

Passo 4:
Agora é prá valer, em um local inclinado venha bem devagar, agora entenda o seguinte: Para a moto empinar você terá que fazer com que a física faça o seu papel, quando a moto estiver em movimento dê um toque no freio traseiro milésimos de segundos antes do cabrito, arranhe “LEVEMENTE” a embreagem, ou seja puxe ela só um pouco e solte seguidamente, evite segurá-la algum tempo a mais, a manha está em aumentar gradativamente a aceleração (rapidamente) ao tempo em que se solta a embreagem elevando a rotação do motor ao ponto em que será o suficiente para que a frente suba com a pressão do arranque, porém para realmente ter controle em motos de mais baixa cilindrada não basta só acelerar, puxe o guidon para cima como se estivesse empinando uma bicicleta, além de criar um apoio a força do motor que em alguns casos usa-se bastante da potência do motor para subí-la, dará também uma sensação maior de controle e dosagem pois a força colocada interfere e bastante na velocidade de subida o que é muito importante pois é o que evita sustos e posteriormente quedas, porém nesse teste você irá subir a frente e tentar equilibrar-se ao máximo jogando o corpo para frente, mas não vá encostar o capacete no guidon, apenas deixe com que o seu corpo detecte em qual posição ele ficará melhor acomodado, depende muito também de quem pilota, ex: alguns caras mais magros gostam de deixar seu corpo praticamente pendurado na moto, outros já se esquivam muito para frente, porém uma dica importante: MANTENHA-SE SOBRE A MOTO, LEMBRE QUE UMA MOTO NORMAL (DT200/XR200/CBX200), PESA NA FAIXA DOS 110 A 125 KG E QUE O PESO DE UM CARA DE UNS 70 KG FARÁ MUITA DIFERENÇA SOBRE A MOTO, então evite tirar seus pés de sobre a pedaleira tentando alcançar o chão, abra as pernas se quiser e assim o achar melhor mas pés sobre as pedaleiras!!! Afinal você irá acionar o freio traseiro com o mesmo.

Passo 5:
A moto estará empinando, nisso aproveite que é uma subida e comece a bombar o acelerador ela fará movimentos de subida e descida da roda dianteira conforme você girar o acelerador, uma sensação que inicialmente o assustará mas mantenha-se firme, conforme o morro a moto irá subi-lo devagar e de uma roda, nisso aproveite para adquirir e treinar seu equilíbrio fazendo o mesmo por várias vezes, porém dosando sempre a aceleração, a vantagem será que você não precisará de freio, controlará a moto apenas no acelerador deixando que o seu equilíbrio e a faixa de rotação e aceleração mova a moto morro acima andando em uma roda. Treine bastante, a idéia é você adquirir experiência e flexibilidade no pulso na hora de girar o acelerador e controlar a Rotação do motor, além do equilíbrio adquirido que é vital para dar seqüência.

Passo 6:
Último passo, procure um morro com pelo menos metade da inclinação do outro no qual você treinou, pouca inclinação porém é necessário que haja inclinação suficiente para que a moto não “embale”, ou seja não pegue uma velocidade que seja prejudicial ao seu equilíbrio, pois andar de uma roda em velocidades mais altas exige uma maior habilidade no freio sem contar a queda que em baixa velocidade pode vir a não te machucar e até mesmo a não estragar a moto em nada. Dando seqüência, faça exatamente igual ao Passo 5 porém dessa vez além de concentrar-se na aceleração, no equilíbrio e na velocidade, concentre-se também em tentar movimentar o seu pé ao freio tento a moto já em posição de uma roda, porém, bombe o acelerador e em seqüência a cada bombada, tente tocar o freio mesmo que levemente, o importante é conseguir fazer o movimento, após muito treino aí sim se preocupe em tornar o freio sua fonte de controle em vez da aceleração X equilíbrio, pois o freio pode agir igualmente os mesmos associados, ou seja você troca dois controles por apenas um, e com a maior vantagem, a moto nunca irá virá para trás se você sempre acionar o freio traseiro no momento em que sentir que sua inclinação excede o necessário, após vários e vários treinos, e que esteja dominando o uso do freio aí sim passe para uma superfície totalmente plana, mas lembre-se e não erre como eu já errei várias vezes: CONTROLAR A MOTO DE UMA RODA SOMENTE NA CAIXA ATÉ QUE É GOSTOSO, MAS É O FREIO QUE IRÁ GARANTIR QUE A PELE DE SUA BUNDA CONTINUARÁ LISA E ESTICADA!

Lembre-se:
Todo e qualquer equipamento ainda é pouco, sempre treine devidamente equipado e em um local seguro e sem a circulação de veículos ou pedestres,



7 comentários:

  1. devia ser en video !

    ResponderExcluir
  2. De certa forma, está com toda razão!

    Envie links para este Agregador de Conteúdos e receba tráfego de primeira em seu blog ou site!

    http://migre.me/14qYp

    ResponderExcluir
  3. Muito bom...eu aprendi da maneira mais dificil...caindo e se ralando...rsrsrsrrs...e o pior destruindo a moto...

    ResponderExcluir
  4. PROCURE-SE MANTER EM CIMA DA MOTO!
    Graaande, nunca pensei nisso antes... provavelmente os imbecis que se esgualeparam com esse tipo de manobra não observaram esse preceito tão simples. Probres cirurgiões tirados dos seus lares para tratar destes suicidas anencéfalos. Deviam distribuir esse manual para os praticantes que sabem ler o fazerem ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  5. MUITO BOM MESMO , DEPOIS DE VÁRIOS TOMBOS , E DELEGACIAS EU APRENDI A DOMINAR A MOTOKA!!!!! VALEU.

    ResponderExcluir